They carry their torch wherever they go and illuminate the way forward.

SaLuSa 18-February-2011



Followers

Google+ Followers

Saturday, March 5, 2011

PORTUGUÊS - Faltam Dois Dias para o Dia Mundial da Liberdade


Faltam Dois Dias para o Dia Mundial da Liberdade

Março 4 de 2011
 Steve Beckow


Hoje é Sexta-Feira, 2 de Março de 2011. O Dia Mundial da Liberdade é no Domingo,  6 de Março. Talvez seja a minha última oportunidade de comunicar sobre este dia, talvez a última oportunidade que tereis para ler sobre este assunto. Por tanto, deixem-me resumir o propósito deste dia e como vejo a sua forma e  resultados.
O Dia Mundial da Liberdade é uma acção para pedir um restauro, uma devolução. Nesse dia, não só reabilitamos o sentido da nossa liberdade, mas recuperamos a liberdade em nome de toda a pessoa que está presa, encarcerada, suprimida, explorada ou oprimida e que não se pode juntar a nós ou pedir essa dádiva em seu nome.
Pedir a liberdade é uma acção interior. Somos livres porque somos livres no nosso interior. Se não formos livres dentro de nós, nunca seremos externamente. Por isso a liberdade começa com a nossa experiência interior e com o reconhecimento dessa mesma liberdade.

Claro que, de facto, somos sempre livres, soberanos, individuais e independentes. Mas podemos viver sem experimentarmos isso e podemos não ter os direitos e os privilégios que acompanham esse reconhecimento. No dia Mundial da Liberdade, começamos a percorrer uma estrada que nos irá conduzir dessa liberdade interior inextinguível para a sua manifestação nas condições da nossa vida exterior.
Muitos de nós pensam de si próprios como sendo um corpo físico e nada mais. Mas, embora possamos desconhecer, de facto, somos muito mais. Também somos um espírito a habitar este corpo físico e poderíamos dizer que somos muito mais do que isso. Mas não me quero alongar num conhecimento que nos podia dividir.

Menciono isto porque, no Dia Mundial da Liberdade, irá acontecer muito mais do que vemos ou fazemos. A nossa união irá criar um pensamento forma que por si mesmo tem poder. Esse pensamento forma põe em movimento Leis Universais que por si mesmas trazem alívio às condições que nos oprimem. Ninguém na Terra é suficientemente forte para escapar a uma Lei Universal.

A 6 de Março de 2011, às 12:00 horas locais, peço aos povos do mundo que podem fazer isto com segurança, para se reunirem nas praças das suas cidades ou capitais como sendo a expressão do seu desejo de ser livres, e como sendo a expressão do reconhecimento da sua liberdade interior que querem ver exteriorizada.

Peço à comunicação social para dar cobertura a este acontecimento e não o ignorar. Se receberam instruções para não proceder assim, não ponham em perigo a vossa segurança. Nada poderá obstar à materialização da liberdade.

Às 12:30, convido todos que se reuniram a observar um minuto de silêncio para reconhecer todos que na Terra contribuíram para este movimento mundial que irá conquistar a nossa liberdade exterior. Convido especialmente para recordar Mohamed Bouazizi cujo sacrifício e acto de desafio supremo chamou a nossa atenção para as condições despóticas e de opressão sob as quais muitos de nós ainda vivem.

Tendo cumprido esse minuto de silêncio, o “ritual” exterior do dia está cumprido. Não peço nada mais complexo ou organizado do que isto. O resto é cumprido pelo mero facto do nosso ajuntamento e de termos estado reunidos.

Simplesmente por estarmos reunidos, como sendo a expressão da nossa resolução de sermos livres, é só por si a acção mais poderosa que podemos fazer. Não necessitamos perguntar a nós próprios que mais temos de fazer nesse dia. Tudo o mais que fizermos é um extra. Cantem se quiserem, dancem, riam, vejam-se nos olhos uns dos outros.

Peço aos que se puderem reunir para clamar pela liberdade dos que estão impedidos de fazer isso. Pedimos o retorno da liberdade em nome das populações que não podem falar livremente, reunir-se livremente ou marchar livremente.

Peço que tudo seja feito de modo pacífico, sem que haja dano para ninguém. Se não formos pacíficos, se causarmos dano a outros, estamos de novo a invocar uma Lei Universal que trará dano para o que fazemos; se não acontecer agora, irá acontecer eventualmente, e irá mudar o que podia ter sido uma aquisição permanente num resultado temporário. Ao agirmos de maneira pacífica e harmoniosa, servimos melhor a nós, aos outros e à causa da liberdade.

Se bem que não conheçamos isso como fazendo parte da população mundial, ou que tenhamos qualquer conhecimento disso, podemos não apreciar completamente, mas há uma ordem para todas as coisas. Há forças invisíveis que trabalham para nos ajudar, mas não poderão violar o nosso livre arbítrio; devemos convidá-las a ajudar-nos. Essas forças são conhecidas pelos mais sábios que estão entre nós. No Dia da Liberdade Mundial, invocamos a sua ajuda.

Não tencionamos prejudicar todos os déspotas e todas as elites do mundo, os criminosos organizados e outros que exerceram o controlo sobre nós durante séculos. Mas devemos livrar-nos das suas garras. Não há maneira de impedir uma população que almeja respirar em liberdade. As vossas tentativas para nos impedir de alcançar esse objectivo estão votadas ao falhanço.

Aos soldados e à polícia que podem ser chamados a agir nesse dia, não causem dano aos vossos concidadãos. Tendes de viver connosco. Somos aqueles que recebem e apreciam os vossos serviços. Não prejudiquem os vossos próprios interesses. Protejam-nos dos que nos podem prejudicar. Juntem-se a nós interiormente se não puderem juntar-se de modo visível. Se vos derem ordem para atirar sobre nós, atirem para o ar. Se nos mandarem parar, façam-no com suavidade e gentileza.

Pedimos apenas o afastamento dos que nos querem controlar ou prejudicar. Não há mais nada que possam fazer. Venham e juntem-se a nós. Ou se não quiserdes, deixem-nos estar e deixem-nos passar. Estamos em movimento e não iremos parar senão quando o mundo for totalmente livre, externa e internamente. Não podeis impedir-nos de fazer isso.
Marquem bem este dia. A nossa liberdade não foi declarada pela primeira vez neste dia. Tem sido declarada ao longo de cada dia que desponta e nunca deixará de ser declarada. A liberdade é a nossa condição natural. O Controlo não é natural e não pode durar sempre.

Venham até nós com amizade. Não prejudiquem os vossos concidadãos do planeta. Não atraiam o dano que as vossas acções vos irão trazer devido à Lei Universal.
A 6 de Março de 2011, o mundo declara a si mesmo e a cada ser deste planeta: seremos livres.  O nosso desejo de respirar a liberdade é imparável. Juntem-se a nós.



(A todos os que recebam esta proclamação, por favor, traduzam na vossa língua nativa, circulem nas vossas listas, divulguem nos blogues e certifiquem-se que todos saibam que 6 de Março de 2011 é o Dia Mundial da Liberdade.)


Namasté,
Steve Beckow
Cidadão Soberano do Planeta Terra
Dia Mundial da Liberdade 
6 de Março de 2011
unity22@telus.net

Source:

Nota da Tradutora: Por favor, divulguem este comunicado.
 Bem hajam!

Maria Luísa de Vasconcellos
luisavasconcellos@hotmail.com



1 comment:

  1. Very Nice post nad good information... Thanks for posting that... http://pakistanshows.com/

    ReplyDelete

The Declaration of Human Freedom

The Declaration of Human Freedom

http://stevebeckow.com/wp-content/uploads/2011/02/Earth1.jpg


Every being is a divine and eternal soul living in a temporal body. Every being was alive before birth and will live after death.

Every soul enters into physical life for the purpose of experience and education, that it may, in the course of many lifetimes, learn its true identity as a fragment of the Divine.

Life itself is a constant process of spiritual evolution and unfoldment, based on free choice, that continues until such time as we realize our true nature and return to the Divine from which we came.

No soul enters life to serve another, except by choice, but to serve its own purpose and that of the Divine from which it came.

All life is governed by natural and universal laws which precede and outweigh the laws of humanity. These laws, such as the law of karma, the law of attraction, and the law of free will, are decreed by God to order existence and assist each person to achieve life’s purpose.

No government can or should survive that derives its existence from the enforced submission of its people or that denies its people their basic rights and freedoms.

Life is a movement from one existence to another, in varied venues throughout the universe and in other universes and dimensions of existence. We are not alone in the universe but share it with other civilizations, most of them peace-loving, many of whom are more advanced than we are, some of whom can be seen with our eyes and some of whom cannot.

The evidence of our five senses is not the final arbiter of existence. Humans are spiritual as well as physical entities and the spiritual side of life transcends the physical. God is a Spirit and the final touchstone of God’s Truth is not physical but spiritual. The Truth is to be found inward.

God is one and, because of this, souls are one. They form a unity. They are meant to live in peace and harmony together in a “common unity” or community. The use of force to settle affairs runs contrary to natural law. Every person should have the right to conduct his or her own affairs without force, as long as his or her choices do not harm another.

No person shall be forced into marriage against his or her will. No woman shall be forced to bear or not bear children, against her will. No person shall be forced to hold or not hold views or worship in a manner contrary to his or her choice. Nothing vital to existence shall be withheld from another if it is within the community’s power to give.

Every person shall retain the ability to think, speak, and act as they choose, as long as they not harm another. Every person has the right to choose, study and practice the education and career of their choice without interference, provided they not harm another.

No one has the right to kill another. No one has the right to steal from another. No one has the right to force himself or herself upon another in any way.

Any government that harms its citizens, deprives them of their property or rights without their consent, or makes offensive war upon its neighbors, no matter how it misrepresents the situation, has lost its legitimacy. No government may govern without the consent of its people. All governments are tasked with seeing to the wellbeing of their citizens. Any government which forces its citizens to see to its own wellbeing without attending to theirs has lost its legitimacy.

Men and women are meant to live fulfilling lives, free of want, wherever they wish and under the conditions they desire, providing their choices do not harm another and are humanly attainable.

Children are meant to live lives under the beneficent protection of all, free of exploitation, with unhindered access to the necessities of life, education, and health care.

All forms of exploitation, oppression, and persecution run counter to universal and natural law. All disagreements are meant to be resolved amicably.

Any human law that runs counter to natural and universal law is invalid and should not survive. The enactment or enforcement of human law that runs counter to natural and universal law brings consequences that cannot be escaped, in this life or another. While one may escape temporal justice, one does not escape divine justice.

All outcomes are to the greater glory of God and to God do we look for the fulfillment of our needs and for love, peace, and wisdom. So let it be. Aum/Amen.

http://stevebeckow.com/worldwide-march-millions/declaration-human-freedom/.


WikiLeaks
Help us fight the extrajudicial US banking embargo: have you contributed to WikiLeaks this month?

Don’t Abandon Julian Assange Now

Messages of Love and Light

Messages of Love and Light
Index

Galactic Family and Keshe

Click the button CC to choose your language subtitles

JAIL THE BANKERS

The 2012 Scenario

FEBRUARY 7, 2013 - 7:00PM EST

FEBRUARY 7, 2013 - 7:00PM EST
T O R O N T O

Profile for Fran Zepeda

オバマが国際刑事裁判所に再加入・・・米国はもはやならず者国家ではない 2012年5月3日

オバマが国際刑事裁判所に再加入・・・米国はもはやならず者国家ではない 2012年5月3日
Japanese

Qu’est ce qu’être humain? par Steve Beckow